Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1977 - Agosto)

Artigo em 24.08.1977

Foi adiado, por uma razão bastante dramática, o lançamento do jornal feminino "Gota D'Água, encartado ao tablóide "Posição": a professora Neide Azevedo Lima, que iria editá-lo, sofreu gravíssimo acidente automobilístico, quando se dirigia a Córdoba, na Argentina, para encontrar-se com um de seus filhos. Seu carro chocou-se com uma viatura militar. Ela enfrentou delicada operação no hospital da cidade de Coruju-Cuatia, atendida, com dedicação máxima pela equipe do médico Maestro Cesare.

João & Clementina

Por cinco vezes, as quase 2 mil pessoas que lotavam o Guairão, terça-feira, ao entardecer, puseram-se em pé para aplaudir Clementina de Jesus e João Bosco, que ali estarão se apresentando ainda hoje e amanhã. Foi emocionante ver o público - principalmente jovens - tributar a Clementina de Jesus, 75 anos, apenas 13 de carreira profissional, o respeito e admiração que merece, como intérprete de raízes tão brasileiras, autêntica, com uma garra e uma fortaleza vocal que a fazem única e definitiva.

Os Nossos Caipiras (V)

Na análise sociológica da música sertaneja, em termos de consumo, não se pode esquecer um tipo muito especial: uma parcela da classe média e mesmo superior adepta da música sertaneja, mas que não se revela como tal, dada a existência de determinado preconceito classista em relação ao consumo desse gênero. O sociólogo Waldenyr Caldas, em "Acorde na Aurora" (Companhia Editora Nacional, 167 páginas) acentua que esta faixa de apreciadores e consumidores deste gênero musical teria origens no proletariado rural, cuja afeição pelo gênero sertanejo se manteve.

Artigo em 25.08.1977

GANHOU repercussão nacional - de uma forma não muito séria - a (proposta( do vereador Mário Celso para que Curitiba tenha uma Avenida Elvis Presley. Na Boca Maldita, a reação não foi positiva, pois muita gente conhecida acha que há paranaenses mais significativos que não tem ruas com seus nomes. Ou artistas que aqui viveram imerecidamente esquecidos, como o acordeonista Claudio Todischo, falecido em acidente de automóvel, há muitos anos e que marcou uma fase da vida musical curitibana. O advogado Anfrísio Siqueira, presidente da Boca Maldita, é bem feminista:

Haroldo, o melhor da AL

Passou um pouco despercebido da imprensa local a premiação que o curitibano Haroldo de Andrade, 41 anos, obteve há 3 semanas, no X Forum Internacional de Programação de Rádio, realizado em Toronto, no Canadá, onde o seu programa, apresentado pela Rádio Globo do Rio de Janeiro, foi considerado como o melhor da América Latina. Hoje um rico publicitário, embora continue ligado ao rádio, Haroldo recorda em entrevista a "O Globo", que "ouvi rádio pela primeira vez quando tinha sete anos de idade.

Artigo em 26.08.1977

ENQUANTO as lojas de discos das grandes cidades fazem pedidos à RCA Victor de todos os elepês de Elvis Presley, disponíveis em catálogo - pois há uma semana, desde que o ídolo do rock'roll dos anos 50, faleceu, aos 42 anos, suas gravações voltaram ser procuradas - também começaram a aparecer as primeiras publicações, especiais, sobre sua vida.

Os Nossos Caipiras (VI)

A tese de Waldenyr Caldas sobre música sertaneja e indústria cultural, primeira a ser produzida em nosso País, é riquíssima em informes e colocações, justificando seu conhecimento por todos que tem interesse em entender melhor o nosso povo e suas predileções artísticas. Ao elaborar sua dissertação de mestrados no Departamento de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, o professor Caldas buscou oferecer uma visão ampla com relação ao fenômeno cultural que é a presença maciça da música sertaneja.

Cantores

Aos 36 anos, Bob Dylan (Robert Zimmermann, Deluth, Minnesota, 1941), é um dos maiores nomes da música americana. A seu respeito já foram publicados mais de 20 livros, analisando sua poética, suas posições políticas, sua presença catalizadora de uma faixa da juventude, como compositor e contestador, num trabalho que se aproxima, e muito, do de Joan Baez - com quem, aliás, fez muitas gravações e shows.

Documentos

A nostalgia em tempos de consumo americano ocorreu no início desta década. A telenovela "Escalada", com sua divisão em 3 épocas, proporcionou o encaixe de alguns hits dos anos 40, entre os quais "Moonlight Serenade" (Glen Miller), responsável por todo um processo de marketing/consumo, abre a obra do regente daquela big-band.

Pop

A A & M/Odeon acredita tanto nas possibilidades de Peter Frampton, em termos de acontecer como um grande sucesso, repetindo aqui o que já ocorre nos EUA que instituiu até um concurso entre os seus divulgadores, para estimular a máxima atenção na promoção de "I'm In You" (A & M, 2204, agosto/77). E frize-se que Peter Frampton não é nenhum estreante, muito pelo contrário: este é o seu sexto elepe, mas o que acontece é que há dois anos não voltava a um estúdio.

Pastores perdidos

Jorge Amado, com toda sua áurea de maior romancista brasileiro vivo, é naturalmente, sempre uma tentação aos cineastas, na adaptação de suas estórias tão baianas - e ao mesmo tempo com tipos universais. Muito antes da família Barreto ter feito fortuna com "Dona Flor e Seus Dois Maridos", os livros de Amado, como "Mar Morto", e "Terras do Sem Fim" já inspiraram produções bem intencionadas.

Os Nossos Caipiras (VII)

Deve-se ao jornalista, compositor e empresário artístico paulista Cornélio Pires (1884-1958), tio do compositor e produtor Ariovaldo Pires ("Capitão Furtado"), sem dúvida a maior autoridade em música sertaneja no Brasil, a iniciativa de, em 1929, no antigo selo Columbia, ter financiado a produção dos 8 primeiros discos 78 rpm de música sertaneja que se tem notícia, interpretados pela Dupla Mariano e Caçula (3 discos), Arlindo Santa (1), Caipirada Barretense (2), Marcajá e os Bandeirantes e Foliões e Zé Messias.

Jornalistas reunidos sob o sol da Amazônia

MANAUS - Hoje à noite, com um churrasco de Tambaqui no Bosque da Ponta Negra, encerra-se a XI Conferência Nacional dos Jornalistas Profissionais, com a posse da nova diretoria da Federação, presidida pelo paranaense Ayrton Baptista. Durante três dias, quase duas centenas de profissionais, representando todos os Estados, discutem o objetivo temário do encontro: exercício da profissão, formação profissional, atuação da Federação Nacional dos Jornalistas Profissionais e liberdade de imprensa, esta a grande temática da conferência.

Artigo em 28.08.1977

CONFIRMANDO o que aqui noticiamos, há mais de um mês, o médico Djalma A. Braga, curitibano que há 7 anos mora nos Estados Unidos, psiquiatra do "Naval Alchohol Rehabilitation Center", de Jacksonville, Flórida, estará na cidade no próximo dia 3. Vem a convite dos Alcoólicos Anônimos do Paraná participar da sessão pública em comemoração ao 9º ano de sua implantação no Paraná.

Disquinhos

Na série de "Disquinho", da Continental, o produtor João de Barro, nos anos que ali permaneceu, incluiu não somente as estórias famosas, clássicos da literatura infantil - como de Hans Christian Andersen, os irmãos Grinn e outros - mas também contos de autores brasileiros, que se dedicam a escreverem para as crianças. Aliás, lamentamos apenas que a Continental, após a saída de João de Barro, de sua equipe, não tenha prosseguido com as produções infantis, limitando-se a reeditar os discos infantis de maior aceitação.

Disquinhos

A Companhia de Teatro Moliére, dirigida pela sra. Zélia Hurman, voltou a encenar, na semana passada, a peça infantil "O Filhote do Espantalho", de Ricardo Braga, com um elenco de amadores: José Mário, José Eloy Gugelmin, Gelsy Poletto, Lourival Mota e Vera Rodrigues. Neste domingo, quem estará no auditório Salvador de Ferrante do Teatro Guaíra são os irmãos Queirolo, com a adaptação de "Branca de neve e os Sete Anões".

As lições de dona Maria Nicolas

FUNDAÇÃO DE CURITIBA A nossa cativante cidade "Sorriso", Curitiba, foi fundada por povoadores que se estabeleceram na Borda do Campo. Mas, das dificuldades locais, fora transferida, sob a orientação do Cacique Guairacá, para os arredores da Praça da Capela, hoje a bela Praça Tiradentes.

Artigo em 28.08.1977

A professora Maria Nicolas é uma das mais admiráveis curitibanas. Aos 79 anos, forte e entusiasta, continua a escrever, pesquisando fatos de nossa história, revelando aspectos novos sobre personalidades paranaenses, fazendo trovas e poesias, pintando belos quadros e publicando, as custas de muitos sacrifícios, seus livrinhos. Mestre de várias gerações, sempre teve especial amor pelas crianças. É autora de peças infantis, contos e crônicas e já por longo tempo colaborou em O ESTADINHO.

A ocupação da Amazônia (pela TV)

MANAUS - Há algumas semanas, o jornalista Ulisses Paes de Azevedo, 53 anos, 35 de imprensa amazônica, agora diretor de Coordenação da Rede Amazônica de Televisão, surpreendeu-se com uma reserva antecipada, de patrocínio exclusivo para transmissão via satélite, do jogo decisivo entre Grêmio x Internacional, em Porto Alegre, para o canal 4, TV Rondônia, com (repetidoras( em Guajara-Mirim e Vila de Rondônia.

O teatro no Amazonas

MANAUS - Entre os 12 grupos de teatro amador que, enfrentando múltiplas dificuldades, tentam fazer teatro no Amazonas, o Experimental do SESC, dirigido pelo escritor Márcio Souza, hoje em nome nacional graças ao sucesso de "Galvez", o Imperador do Acre (Editora Brasília, 4ª edição, mais de 40 mil exemplares vendidos) é um dos mais vigorosos de toda a região.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br