Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Cine Astor

Cine Astor

E chega o filme que discute morte de JFK

Desde que a Igreja condenou "Je Vous Salue, Marie" (1984, de Jean Luc Godard) e "A Última Tentação de Cristo" (88, de Martin Scorcese) que um filme não provoca tanta discussão: "JFK - A Pergunta que não quer Calar" (Cine Astor, 14, 17h15 e 20h30; Cinema I, às 15 e 19h30). Mesmo o Instituto Gallup tendo confirmado em julho do ano passado, que 73% dos americanos não acreditam nos resultados do suspeitíssimo Relatório Warren, as teorias que Oliver Stone propõe em seu filme valeram uma tormenta de críticas e acusações, admitindo até que não descarte a possibilidade de sofrer um atentado.

"Grand Canyon" e "Cabo do Medo"

Neste final de semana que antecede a 65a. festa do Oscar (segunda-feira, 30) acontecem duas estréias de indispensável visão que se acrescentam aos outros atraentes programas em cartaz, com apenas uma indicação (roteiro original de Lawrence e Meg Kasdan), mas já premiado com o Urso de Ouro no último festival de Berlim, uma das duas grandes estréias desta semana (a outra, "Cabo do Medo") é "[Grand Canyon] - Ansiedade de uma geração", em cartaz no Cine Astor.

Boneco dourado influi na dança da exibição

Só ontem à tarde, a programação dos principais circuitos de exibição do Brasil, ficou definida para os próximos dias. Com a relação dos premiados na 64ª Festa do Oscar, executivos da Fama Filmes - a começar pelos irmãos Arnaldo e Aleixo Zonari - determinaram o remanejamento dos programas em exibição, refletindo os resultados das premiações.

Os 10 filmes favoritos do público

1. Ghost - Do Outro Lado da Vida (Ghost), EUA, 90, de Jerry Zucker. Comédia paranormal. Exibido no cine Lido I (43 semanas), Lido II (1) foi visto por 235.252 espectadores. 2. Esqueceram de Mim (Home Alone), EUA, 90, de Chris Columbus. Comédia familiar. Exibido no cine Astor (9 semanas), Itália (13) foi visto por 116.834 espectadores. 3. Dança com Lobos (Dance With Wolves), EUA, 90, de Kevin Costner. Aventura. Exibido no Cine Astor (8 semanas), Cinema I (6), Itália (8) foi visto por 101.320 espectadores.

Amor, drama, suspense e ação

Novos filmes entram em cartaz quanto o público nem teve tempo (ou dinheiro sobrando) para digerir os que estão em cartaz ou os que deveriam ter permanecido, como "Europa", substituído por "Vitrine do Desejo", que entra hoje em cartaz, trazendo a atriz Diane Lane no papel de uma jovem vitrinista envolvida com um "voyer", quando desenvolve um sensual projeto para uma grande loja. O filme até pode surpreender, apesar de sem maiores referências.

"A Grande Arte" e "O Pescador de Ilusões" são as melhores estréias

Mais seis estréias neste final de ano - entre as quais duas que, com boa vontade, poderão ser nominadas entre os 10 melhores do ano, cujas listagens já começam a ser preparadas. "A Grande Arte", de Walter Salles Jr., do romance de Rubens Fonseca, superprodução (US$ 5 milhões) para os padrões nacionais, mas com esquema internacional e, inclusive, grande parte dos diálogos em inglês, é o lançamento mais esperado - embora a repercussão no eixo Rio-São Paulo, mesmo com toda a mídia, tenha sido abaixo do que os produtores esperavam.

"Noturno Indiano" e "Caçadores de Emoção" são as estréias da semana

Apenas duas estréias regulares nesta semana - e uma pré-estréia em horário e cinema maldito - "A Criatura do Cemitério" (The Graveyard Shitt), de Ralph S. Singleton, baseado em conto do especialista Stephen King (Morgenau, amanhã, 24 horas, em programação normal a partir do dia 14) faz com que as opções maiores continuem nos filmes em exibição.

Uma visão corajosa de Brooklyn nos anos 50

Lançado obscuramente, apenas como complemento noturno da programação infantil do Cine Astor (o desenho animado "Bernardo e Bianca na Terra dos Cangurus", 14/16/18 horas), um dos mais interessantes filmes do ano sairá de cartaz amanhã visto por menos de 500 espectadores: "Noites Quentes no Brooklyn". O título - seguindo mais o menos o original, "Last Exit to Brooklyn" - afasta o público refinado, imaginando tratar-se apenas de um filme policial, com muita violência no mais assustador dos bairros novaiorquinos.

Nas coisas do amor, o filme tamanho-família

"As Coisas Engraçadas do Amor" (Lido II, até quinta-feira, 5 sessões), é mais uma evidência de que a linha família-criança, que vem marcando uma parte considerável da produção americana, continua a dar bons resultados. Mesmo longe de se transformar num sucesso como "Esqueceram de Mim" (Cine Astor, 9 semanas), e mesmo sem alcançar "Três Solteirões e um Bebê", de Coline Serreau, que o mesmo Leonard Nimoy realizou há 4 anos, este "Funny About Love" é agradável e suave - daqueles que devolvem ao cinema a condição de diversão familiar.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br