Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Cine GROFF

Cine GROFF

Revolução nas imagens que o tempo não levou

"Cidadão Kane" rompeu com a linguagem tradicional do cinema. A narrativa fragmentada, desenvolvida através de quatro personagens - Bernstein (Everett Sloane), Jed Leland (Joseph Cotten) - amigos e colaboradores de Kane, e sua ex-mulher, Susan Alexander (Doroty Comingore) e Raymond (Paul Stewart, ator falecido há 10 dias), faz a reconstrução da vida do homem e do mito - dentro do prisma de "a verdade de cada um".

O drama dos sem-terras num filme de Berenice

A própria Embrafilme ficou surpresa ao receber, segunda-feira, a informação: o projeto de um filme sobre os sem-terras no Paraná, que havia merecido aprovação para financiamento , já está concluído. A jovem cineasta Berenice Mendes trabalhou mais rápido do que se esperava: em setembro, durante a Semana da Pátria, foi com sua pequena e unida equipe ao Sudoeste do Paraná, focalizando o cotidiano dos acampamentos levantados por agricultores sem terras nos municípios de Marmeleiro, Salto do Lontra, Chopinzinho e Renascença.

O jornalismo em questão num clássico do cinema

Dentro de uma filmografia básica que se proponha a rever, com independência e a dignidade, a colocação do jornalista na tela, um filme é indispensável: "A Montanha dos Sete Abutres". Só isto já faz com que mereça atenção a reprise (hoje, 20h30min, Cinemateca do Museu Guido Viaro) deste filme que, realizado há 35 anos, permanece vigoroso e atual.

Os donos da violência

Entre ( Sementes da Violência Blackboard Jungle, de Richard Brooks) a este "Os Donos do Amanhã" (Cine Rui Barbosa, em programa duplo com um filme pornô) transcorreram 30 anos. E nestas três décadas, dezenas de cineastas se voltaram à mesma temática: os conflitos entre alunos e professores em escolas secundárias. Se "Blackboard Jungle" ficou na história por Ter catipultuado o "Rock Around The Clock" com Bill Halley and his Comets (oficialmente, a detonagem oficial do rock'n'roll), este "Class of 1984" passa despercebido no Brasil – apesar de ser um filme de méritos.

Cines Luz e Ritz poderão renascer

Os cines Ritz e Luz poderão renascer. Basta que a Fundação Cultural de Curitiba compre a idéia para batizar as duas novas casas de exibição que ganhará este ano. O cinema que a C&A está concluindo, na rua XV de Novembro, localiza-se há poucos metros de onde, por mais de vinte anos, funcionou o velho Ritz, demolido na década de 60 para dar lugar ao imponente edifício Wenceslau Glaser.

Artigo em 22.01.1985

Aos poucos, alguns edifícios de Curitiba estão com as fachadas submetidas a um processo de lavagem e pintura, dando melhor aspecto ao centro. Um, que passou por completo mack-up foi o Terranova na Rua Voluntários da Pátria. Já a pintura do quase cinqüentenário edifício Carvalho Loureiro (Rua XV, esquina com Barão do Rio Branco), pertencente aos herdeiros do vereador Elias Karam, está tendo os trabalhos dirigidos por três arquitetas de nomes repletos de consoantes: Virgínia Kleine Alber, Tania Ganstechf e Rebeka P. K. Tabatschnicizik.

Artigo em 24.01.1985

Um engano de sobrenomes em nossa coluna de Terça-feira: chama-se Ceres Malucelli – e não Ceres de Ferrante – a sensual morena que, há alguns anos, criou uma ala dissidente dentro do primeiro "Clube dos Solitários" fundado pela sra. Arice Buchmann (ex-Fleury da Rocha). Ceres Malucelli já montou dois clubes de solitários e hoje é dona de um misto de pizzaria e galeria de arte no Alto São Francisco. Ceres de Ferrante, filha do pioneiro do teatro paranaense – Salvador de Ferrante – é poeta e professora.

A boa música está na tela

Para quem aprecia música, as opções deixam os palcos e chegam à tela: "Quando deixam os palcos e chegam à tela: "Quando Hollywood Dança["] (Cine Condor), como havíamos previsto, acabou dançando, em termos de bilheteria, e saiu de cartaz. Mas cedeu lugar a um filme de grande motivação, para quem se liga na melhor música instrumental: "Música e Lágrimas" cinebiografia do compositor, band-leader e trombonista Glen Miller (1904-1944), na interpretação de James Stewart.

Falta de previsão prejudica estréias

Poderá acontecer a qualquer hora: o lançamento do melhor filme do ano - que ironicamente será uma reprise - sem qualquer aviso prévio. Trata-se do seguinte: a UIP trouxe ao Brasil, para ser exibido no FestRio (novembro/84), cópias de três obras primas: "West Sid Story" (Amor Sublime Amor, 61, de Jerome Robbins (Robert Wise), "A Face In The Crowd"(Um Rosto na Multidão, 57, de Elia Kazam) e "The Night Of The Hunter" (O Mensageiro do Diabo, 55, de Charles Laughton).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br