Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Livraria José Olympio Editora

Livraria José Olympio Editora

Vítola vai de Menezes e voltou ao Não Agite

Se não foi autor do primeiro samba-de-enredo do Carnaval curitibano – afinal o ex-industrial e hoje dirigente da Embaixadores da Alegria. Glauco Souza Lobo, reivindica tal pioneirismo – Paulinho Vítola tem o mérito de, há 12 anos, ter desenvolvido o primeiro grande enredo, com uma seqüência lógica, para a Escola de Samba Não Agite – 1970.

Os 60 anos da José Olympio, a grande editora brasileira

Há 20 anos, quando Ismênia Dantas, na época assessora de imprensa da Editora José Olympio, convidou-me para almoçar na "casa" - a afetiva designação que identificava a sede da editora, na Rua Marques de Olinda, 12, no bairro do Botafogo, RJ, tive a alegria ao sentar na mesma mesa em que estava o fundador da empresa, o grande editor José Olympio Pereira Filho, como sempre rodeado de escritores ilustres, mais do que seus editados, grandes amigos.

A ecologia ganhou belo visual graças a Brahma

A Companhia Cervejaria Brahma, nas comemorações de seus 50 anos de funcionamento em Curitiba, teve uma atitude meio rara no difícil ano que se encerrou: financiou uma edição do livro de fotografias "Curitiba-Capital Ecológica", organizado por três amadores radicados em nossa cidade. Aquilo que, em anos anteriores, começava a se tornar tradicional entre as grandes empresas - patrocínio a livros-de-arte e edições fonográficas - caiu a níveis mínimos entre 1990/91, após o debacle financeiro pós-Fernando Collor na presidência da República.

Artigo em 26.03.1992

Afonso Félix de Souza, 72 anos, é um poeta goiano que tem dedicado sua vida à palavra às descobertas de sentimento imponderáveis, profundos, levantando sem medo o véu que encobre certos temas. Em seu novo livro, "À beira de teu corpo"(58 páginas, nota de orelha de Antônio Carlos Villaça, Editora José Olympio), Afonso demonstra, mais uma vez, sua força vital, sua veia pulsando energia, como uma linha perseguindo a outra.

O gênio Hemingway retorna com a Civilização de Enio

Sem nunca ter escrito um livro, Enio Silveira é, com toda razão, admirado como uma das mais importantes personalidades de nossa vida literária. É simples! Ao longo destes últimos 40 anos, Silveira, tem sido o mais coerente, corajoso e importante editor brasileiro - na mesma linha de outro pioneiro, este já falecido, José Olympio - exemplos para uma nova geração que hoje lidera a vida editorial brasileira.

Oscar, estrelas e fofocas dos astros

A festa de entrega do Oscar no próximo dia 25 de março deve motivar que "The Winner is... Os Bastidores do Oscar", de Emmanuel Levy (tradução de Magda França Lopes, Trajetória Cultural, 400 páginas), lançado há um ano, volte a freqüentar a lista dos mais vendidos nas livrarias Ypê Amarelo e do Chaim, que possuem esta obra referencial, crítica e analítica da maior festa do cinema.

Os grandes textos que chegam à tela

Nos anos 50, uma das coleções de maior sucesso da saudosa editora Vecchi (quem se lembra desta casa publicadora?) era "Os Maiores Êxitos da Tela", que publicava os romances levados ao cinema - entre trabalhos originais ou adaptações. Com capas coloridas, papel-jornal, a preços econômicos, vendia como pão quente.

No campo de batalha

Diminuiu o número de funcionários do Estado autorizados a viajarem ao Exterior. Mas o engenheiro florestal Laércio Luiz Duda ganhou autorização para ficar até o final do ano na Alemanha assistindo um curso de aperfeiçoamento em melhoramento genético florestal. xxx Se não se viaja ao Exterior, aproveita-se os cursos no Brasil: Júlio César Capriotti, médico do IPE, permanece em São Paulo fazendo especialização em Anestesiologia a nível de pós-graduação no Centro de Ensino e Treinamento da USP. xxx

Ecologia nas páginas ilustradas do álbum

Programado originalmente como um ambicioso livro-de-arte com a consultoria da Salamandra, uma das editoras mais competentes na área de projetos especiais, "O Livro do Matte", patrocinado pela Leão Júnior, ainda com os incentivos da lei 7505/86, teve que se adequar a realidade e assim saiu em edição miniaturizada - (12 x 21 centímetros, 92 páginas), mas o que não diminuiu sua qualidade.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br