Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Maurício Fruet

Maurício Fruet

Mauricio Fruet



Entrevistados e Entrevistadores: Mauricio Fruet

Pizatto troca convite da Secretaria do Meio ambiente por disputa à Prefeitura

Ao embarcar para Nova [York], há 6 dias, no domingo a noite, o deputado Luciano [Pizzato], 35 anos, estava duplamente feliz. Além de ter sido escolhido com ampla maioria como candidato do PFL à sucessão municipal, na pré-convenção realizada no sábado, 28, estava cumprindo, junto a Organização da Nações Unidas, uma missão que orgulha qualquer homem público: a representação da Câmara Federal na última reunião preparatória da Eco-91.

Memórias da Oposição (IV)

Embora diplomaticamente, evite fazer críticas maiores a companheiros emedebistas - mesmo aos que, em diferentes ocasiões, abandonaram o partido e passaram para o conforto da Arena, [Sylvio] Sebastiani, nas 144 páginas do recém-lançado "Por Dentro do [MDB]" não deixa de questionar o comportamento do hoje senador José Richa, que apesar de ser fundador do MDB, em diferentes ocasiões não teve, segundo o autor, as posições que se esperavam.

Memórias da Oposição (VIII - Final)

A vitória de até então desconhecido advogado Francisco Leite Chaves ao Senado, na campanha de 1974, teve aspectos tão curiosos que merece que voltemos ao assunto - abordado ontem com base nas memórias de Sylvio Sebastiani em "Por Dentro do MDB".

Fruet, Beraldin e os royalties ecológicos

Ao redor de uma boa mesa, no restaurante Mahoagany do Araucária Flat, reuniram-se ao meio-dia de terça-feira os candidatos Maurício Fruet (PMDB, já homologado) e Neivo Beraldin (PST), que ainda não decidiu o seu futuro político. Entre os dois, o assessor especial do governador Roberto Requião, seu irmão Eduardo - que vem se revelando cada vez mais um excelente articulador político.

Graças a Urban, calçadão da Rua das Flores ganha documentação

Mais do que um dos melhores profissionais de nossa imprensa, Raul Guilherme Urban, 40, ex-O Estado do Paraná, hoje associado a Roberto Luiz Jung na Arte & Fotos Editora (especializada na Produção de house organs e publicações especiais) foi sempre um apaixonado estudioso de problemas urbanos.

Quando o técnico vale mais que o politiqueiro demagogo

Numa semana em que a (in)definição do candidato a ser ungido pelo prefeito Jaime Lerner à sua sucessão divide os que defendem a solução técnica, entre os cinco excelentes nomes que foram lançados, e a proposta política - com dois deputados pedetistas pretendendo também a candidatura, seria interessante que se lembrasse do que ocorreu há exatamente 30 anos em Curitiba.

Dorival de Ruas ganhou a fama graças ao curta

Quando assumiu a presidência da Fundação Cultural de Curitiba, na administração Maurício Fruet, o advogado Carlos Frederico Marés de Souza procurou formar um bom staff de assessores. Assim, entre outros intelectuais que convidou para auxiliarem em sua administração (que, embora tenha merecido algumas restrições de nossa parte na época, comparada aos desmandos dos dias atuais foi extraordinariamente superior) Marés trouxe um gaúcho que, como ele, havia amargado o exílio político em terras distantes: Tabajara Ruas, agora com 50 anos.

A ciranda do poder

Foi em Paris, durante um dos muitos jantares cinco estrelas, com vinho da melhor safra, no apartamento-estúdio do pintor Juarez Machado - e preparados por sua esposa, Eliete - que o governador eleito Roberto Requião e Maristela, aconselharam-se sobre mudanças nas artes plásticas do Paraná. Como Juarez não iria trocar os US$ 30 mil que fatura (no mínimo) mensalmente na Cidade Luz para vir assumir a direção do Museu de Arte Contemporânea, lembrou o nome de seu maior amigo no Paraná, João Osório Brzezinski, 51 anos, como o nome ideal para dirigir o MAC.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br