Login do usuário

Cathy
Aramis

As músicas de Toquinho com direitos da criança

Pai de Pedro, dois anos e meio, Toquinho sempre foi apaixonado por crianças. Ele e Vinícius de Moraes gravaram na Itália, há mais de quinze anos, um disco só de canções infantis, que, reciclado para o Brasil, transformou-se no belíssimo "Arca De Noé", em dois volumes. Após a morte do poeta, Toquinho desenvolveu novas parcerias de músicas infantis com seu fiel amigo e baterista Mutinho (Lupicínio Rodrigues Sobrinho), que fazendo juz a tradição familiar é também excelente compositor. O resultado foi o álbum "Caixa de Brinquedos", com participações de muitos amigos. xxx Agora Toquinho acaba de concluir um novo projeto: dez canções inspiradas na Declaração Universal dos Direitos da Criança. A idéia de musicar os frios artigos que asseguram direitos inalienáveis às crianças de todo o mundo partiu de Elifas Andreato, o mais sensível artista gráfico do meio musical, eventualmente compositor e diretor musical. Amigo de Toquinho - e autor das capas de seus álbuns infantis - Elifas (que é paranaense) insistiu com o projeto, que de princípio assustava Toquinho. Mas depois que saiu a primeira canção - "De Umbigo a Umbiguinho", que tem como tema o direito da criança ser bem alimentada, as outras foram explodindo: "Imagine", uma canção de paz que possivelmente será gravada com a participação de Pelé; o "Reggae Do Eu" (que poderá ter a presença de Gilberto Gil), "Seres Vivos" (uma música ideal para Gal Costa colocar a voz), "Armas De Fogo" e "Zé Da Zebra", entre outras. xxx O disco só sairá em outubro, às vésperas da Semana da Criança - com um projeto que inclui especial de televisão, livro e até peça infantil. Mas no sábado passado, após a apresentação no Guaíra, Toquinho foi jantar no Ile de France com um casal de amigos - o advogado Edson e Maristela Abdala e emocionado pelo convite para ser o padrinho do primeiro filho do casal - que chega em julho, fez questão, mais tarde, em sua suite no Araucária Palace Hotel, mostrar algumas das canções deste novo projeto. A propósito, o futuro filho de Edson e Maristela já ganhou nome: Mustafá I. xxx Enquanto Toquinho mostrava a Edson e Maristela as músicas inéditas, o seu empresário, Fred Rossi, 40 anos, se apaixonava pelas canções de uma jovem, a bela Angela Mercer. Paranaense de Tibagi, tocando violão e cantando músicas de sua tia, a religiosa Escolástica, Angela emocionou Fred, que deixou no ar a possibilidade da garota vir a integrar um futuro grupo vocal. Junto com Angela, estava outra bela e musical garota, Rejane Ribeiro, paranaense de Maringá, que tem como ídolo um dos grandes (e esquecidos) violonistas brasileiros, Manoel da Conceição - o Mão de Vaca. Depois do encontro das meninas, Fred comentava: - "Só ouvir a doce voz de Rejane e Angela já compensou vir a Curitiba".
Texto de Aramis Millarch, publicado originalmente em:
Estado do Paraná
Almanaque
Tablóide
2
29/03/1987

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta questão é para verificar se você é um humano e para prevenir dos spams automáticos.
Image CAPTCHA
Digite os caracteres que aparecem na imagem.
© 1996-2009. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br