Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1988 - Dezembro)

Buarqueanas...

Verinha Wal-Flor, 37 anos, 18 de atividades ligadas a produção e promoção de eventos artísticos, desembolsou nesta semana mais de Cz$ 100 mil na compra de ingressos para o show "Francisco" (Teatro Guaíra, ontem). Foi a única forma que encontrou para atender aos jornalistas que há anos lhe prestigiam e que a procuraram pedindo entradas para a única apresentação do show de Chico Buarque de Holanda.

Um filme cubano, entre terror e a violência, são as estréias

Cinco estréias nesta semana que os exibidores chamam de "tapa-buraco", considerando-se que será na próxima quinta-feira o início da Operação Natal com as produções de maior apelo ao grande público e que permanecerão até meados de fevereiro em cartaz: "Uma cilada para Roger Rabbit" (Astor), "O Casamento dos Trapalhões" e, possivelmente, "Willow - A terra da magia".

Novo show do D'América estréia hoje no Sesc

O Grupo D'América apresenta de hoje a domingo, no teatro do Sesc da Esquina um novo show, que depois será levado para outras cidades brasileiras e também à Argentina. Zampoñas, quenas, charango, carnavalitos, trotes, bailecitos, fazem parte da América do Sul. Já a América Central é representada pelas salsas e guajiras, com aquele tom da descontração e sensualidade típicas da música dessa região. A irreverência somada à boa música é a característica principal do D'América, hoje com sete anos de existência e um lançamento na praça que poderá ser adquirido no local do show. xxx

Imperial, a morte do jovem técnico

A morte do engenheiro Paulo Imperial, 44 anos, na madrugada da última quarta-feira, em São Paulo, entristeceu a comunidade rodoviária do Paraná. Embora capixaba de Cachoeira do Itapemirim, formado em engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Imperial encontrava-se há muitos anos no Paraná. Funcionário do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, chefiou a residência de Campo Mourão, e, posteriormente, por cinco anos, o serviço de obras do 9º Distrito.

Lições de Leonardo no campo editorial

Seria interessante que o professor René Dotti, em sua próxima viagem a Belém do Pará - cidade escolhida pelos ilustres secretários para sediar a nova reunião do seu Fórum Trimestral de Cultura - incluísse, no retorno, uma escala no Recife e agendasse uma visita à Fundação Joaquim Nabuco. Conheceria então o admirável trabalho que o pesquisador e escritor Leonardo Dantas Silva vem realizando junto à editora Massangana, pertencente àquela instituição do Ministério da Educação e Cultura - fundada e dirigida até a sua morte pelo sociólogo Gilberto Freyre.

No campo de batalha

Uma charada política, comentada na quinta-feira por uma felpuda raposa das hostes peemedebistas: a facção xiita do partido do Governo poderá vibrar com uma escolha que o prefeito eleito Jaime Lerner venha a fazer para o seu secretariado. É que com esta indicação rolaria a cabeça de um secretário de Estado.

Clássicos da Eldorado

O Estúdio Eldorado é uma etiqueta que tem dado a maior força à música erudita brasileira. Pioneiramente, lançou CDs, com o pianista João Carlos Martins interpretando "Cravo bem temperado", de Bach, e de seu catálogo constam já uma dezena de títulos dos mais expressivos. A estes vem se acrescentar agora um elepê da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, regida pelo maestro Cláudio Santoro.

Gralha Azul traz o nosso folclore

Finalmente foi marcada a data de lançamento da reedição do álbum "Gralha Azul", dia 20, segunda-feira, no auditório Salvador de Ferrante.

O canto da esperança contra o medo do AI-5

Chico (Buarque de Holanda), Gonzaguinha (Luiz Gonzaga Jr.), Ivan Lins, Aldir Blanc, Maurício Tapajós, Hermínio Bello de Carvalho e muitos outros já disseram em várias entrevistas: fizeram as músicas que achavam necessárias de serem feitas mas nem por isto poderiam ficar na condição de permanentes contestadores do regime.

Gralha Azul e os seus cantos

O engenheiro florestal Luciano Pizzato, diretor do Instituto Brasileiro do Desenvolvimento Florestal, já repetiu várias vezes que deseja produzir um filme sobre a Gralha Azul - a ave-símbolo do Paraná. Com toda razão, Luciano não entende porque é tão falha a documentação existente em torno da Gralha Azul - do qual há, inclusive, carência de fotografias.

As cenas da coragem nos tempos escuros

Em 1982, a décima segunda edição do Festival do Cinema Brasileiro de Gramado ganhou as manchetes da imprensa nacional - e não apenas dos cadernos de espetáculos que normalmente cobrem o mais famoso de nossos festivais.

Nana, o canto maior da paixão

"Sabe, eu sou feliz Invento a vida enquanto canto Sou teu amor, sou teu encanto" ("Deixa eu Cantar", Dudu Falcão) Como classificar Nana Caymmi entre as cantoras deste nosso país?

O rock de câmara de Alan Parsons

Músico inglês, criador de um rock elaborado, por ele mesmo definido de "música de câmara" - comparado por alguns a Pink Floyd (grupo com o qual trabalhou como produtor), o Alan Parsons está de volta: "The Instrumental Works" (Arista/BMG) o traz numa série de temas desenvolvidos com toda a parafernália eletrônica que tão bem domina. São 10 temas, sem a pretensão de uma suite como fez em projetos anteriores - "Mistery", "Tales and imagination", "I Robot", "Pyramid" e "Eve".

No campo de batalha

Na cidade, há uma semana, em visita a mãe Zelinda, o internacional Airto Moreira. Veio direto de Los Angeles enquanto a esposa, Flora Purim, e filha Diana, vão passar férias em Saint Thomas. Antes de embarcar, Airto recebeu a boa notícia: voltou ao primeiro lugar na lista dos percussionistas do jazz poll da "Down Beat". Nos últimos 3 anos, outro brasileiro, o pernambucano Nana Vasconcelos, liderava o podium jazzístico. Agora, com novos discos na praça, Airto voltou ao primeiro lugar - que, ininterruptamente, ocupou por 9 anos.

Karajan para principiantes

Leo Monteiro de Barros, coordenador da área de jazz e clássicos da Polygram, passou as suas férias deste ano carregando pedras. "Mas pedras agradáveis e afetivas", explica. Ao invés de viajar à Europa e Estados Unidos para assistir a grandes concertos, ele dividiu suas férias entre um assessoramento ao seu pai, Carlos Alberto de Barros - o Arthur da Távola, jornalista dos mais conceituados, político e que foi candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro.

Uma sinfonia de som, luzes e encantamento

O Bamerindus não poderia ter feito melhor investimento cultural: a Sinfonia de Natal que iluminou a noite de sexta-feira, na Boca Maldita, ao som de Haendel, Ravel, John Philips Souza e outros mestres foi um dos mais belos espetáculos públicos já acontecidos em Curitiba.

Miguelzinho, um grande otimista

- "Sou um otimista, 1988 foi um bom ano e terminamos com novas empresas incorporadas ao nosso grupo".

No campo de batalha

Dia 21 circula uma nova revista social-cultural: Momento. Editada pela jornalista Juril de Plácido e Silva Carnascialli, em parceria com duas outras profissionais - Elinedi Capelini e Silvia Alves, pretende preencher um espaço na imprensa paranaense. Juril, filha do advogado e jornalista Oscar Joseph de Placido e Silva (1892-1963) preferiu um novo título - ao qual chegou após muita pesquisa - do que resgatar o nome Guaíra, que marcou a revista fundada por seu pai, de quem foi secretária toda a vida, e que circulou entre fevereiro de 1949 e 1956.

Juarez pinta castelos que estão no Pompidou

As colunas sociais, já registraram nos últimos dias a exposição que o catarina-curitibano Juarez Machado está fazendo no mezzanino do Centro Georges Pompidou em Paris. Aqui entretanto, mais alguns detalhes desta nova consagração do hoje internacional Juarez. xxx

Denise, uma medea-rock no Forte de Copacabana

Em Nova Iorque, onde foi assistir a estréia da ópera "Aida", no Metropolitan Opera House (e que é exatamente uma cópia da que foi apresentada no Rio de Janeiro, em 1986), o trêfego Fernando Bicudo revelou a jornalista Sônia Nolasco, do Jornal da Tarde, seu novo projeto: uma montagem moderníssima de "Medea" com a iratiense Denise Stocklos na personagem título. Aliás, Denise está novamente em Nova Iorque, para uma nova temporada no Teatro La Mama, no qual já fez apresentações em 1987, com sucesso, de "Mary Stuart" e, no início deste ano - sem o mesmo êxito - de uma versão de "Ir-A-Ti".
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br