Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Cine Luz

Cine Luz

Entre 13 inéditos, um clássico musical: "Carrossel Napolitano"

Com exceção de Mário Monicelli ("Rossini, Rossini", cinebiografia do compositor Giocchione Antônio Rossini, 1792-1862) e Ettore Gianninni, que em 1953 realizou um musical inovador - "Carrossello Napoletano", premiado no Festival de Cannes em 1954, os realizadores (e a maioria dos intépretes) dos filmes da mostra "O Cinema Italiano no Brasil" são desconhecidos no Brasil.

Zito e os sonhos de quando os cinemas se multiplicam

Memória da cinematografia curitibana e que através de sus know-how técnico é o único profissional que garante o bom funcionamento das máquinas de projeção dos cinemas do Paraná, o astuto Zito Alves emocionou-se ao ler o último número da revista editada pela Cinemeccanica - a maior indústria de projetores do mundo, na Itália. É que a reportagem principal focaliza um conjunto de nada menos de 18 excelentes salas de projeção, num mesmo conjunto, inauguradas há um ano pela UCI - United Cinemax International, na cidade de Bockum, na Alemanha. xxx

"Primeiro Amor" infantil é a maior atração para o público

Possibilitando aos que ainda não assistiram "JFK - A Pergunta que não quer Calar", de Oliver Stone (cines Astor e Cinema I) e "Unidos pelo Sangue" (The Indian Runner), de Sean Penn (Cine Ritz) - além dos outros digestivos programas em cartaz - disponham de maior tempo, apenas duas estréias, de médio interesse nessa semana: "Caso de Força Maior" de Pierre Jolivet (Cine Luz) e a comédia infantil "Meu primeiro Amor" (My Girl), que catipultuada [catapultada] pelo carisma de Macaulay "Esqueceram de Mim" Culkin tem tudo para se tornar o novo campeão de rendas.

Uma amarga decisão (e a desatenção com o público)

Baseado em fatos reais "O Expresso da Meia Noite" (Midnight Express, 1978, de Alan Parker) denunciou a violência sofrida por um jovem norte-americano, Billy Hayes (interpretado por Brad Davis, falecido há poucos meses vítima da Aids), preso na Turquia como traficante de haxixe. O filme - que recebeu várias indicações e o Oscar de melhor roteiro (Oliver Stone) acabou provocando problemas com aquele país - mas ficou como um denúncia dos mal tratos dispensados pela polícia turca a prisioneiros estrangeiros.

Lerner intervém para ordenar os horários dos cinemas da FUCUCU

O compromisso é agora oficial. Já na noite de quarta-feira, 19 - e formalizando-o na manhã de ontem, com determinação à sua assessoria, o prefeito Jaime Lerner quer ver resolvida, de uma vez por todas, uma irresponsabilidade que lhe tem trazido muitos aborrecimentos: a falta de critérios na programação e horários do circuito de exibição mantido pelo município através da Fundação Cultural.

O Cinema e as Guerras do Paraguai

O Cine Luz inicia amanhã o seminário com mostra de filmes "O Cinema e as Guerras do Paraguai", reunindo em Curitiba o diretor da Cinemateca do Paraguai, Hugo Gamarra, o cineasta Sylvio Back, a historiadora Sílvia Oroz, o cineasta Joel Pizzini, diretor da Fundação Cultural de Mato Grosso do Sul e autor de "Caramujo Flor", curtametragem que será exibido em caráter especial.

As verdades nas telas da incompetência da Fundação

O chefe do Setor de Cinemas da Fundação Cultural de Curitiba, Paulo Roberto Rego Barros Biscaia Filho, em carta publicada ontem nesta coluna, tenta justificar os critérios (sic) para a programação das salas oficiais da Prefeitura, fazendo vários comentários sem, em momento algum, explicar os fatos mais graves que vêm ocorrendo. 1. De princípio, o sr. Rego se detém em apontar erros técnicos e de informação que aqui teríamos cometido no texto sobre o filme "Talk Radio: Verdades que Matam", publicado no último dia 30 de outubro.

"A Grande Arte" e "O Pescador de Ilusões" são as melhores estréias

Mais seis estréias neste final de ano - entre as quais duas que, com boa vontade, poderão ser nominadas entre os 10 melhores do ano, cujas listagens já começam a ser preparadas. "A Grande Arte", de Walter Salles Jr., do romance de Rubens Fonseca, superprodução (US$ 5 milhões) para os padrões nacionais, mas com esquema internacional e, inclusive, grande parte dos diálogos em inglês, é o lançamento mais esperado - embora a repercussão no eixo Rio-São Paulo, mesmo com toda a mídia, tenha sido abaixo do que os produtores esperavam.

Resnais discute em quadrinhos o choque cultural França-EUA

No início dos anos 60, quando o preconceito e mesmo a intolerância cercavam as histórias em quadrinhos - e os chamados "gibis" eram combatidos por pais e educadores como inimigos mortais - o fato de dois brilhantes cineastas europeus terem assumido sua admiração pelos comics, fez com que muitas vozes inimigas dos super-heróis se calasse: Alain Resnais e Federico Fellini curtiam os gibis e confessavam, inclusive, influências estéticas de suas leituras.

Internacionalização com a produção do terceiro mundo

Salvador - Confirmando sua internacionalização, a Jornada de Cinema da Bahia começou a receber ontem os primeiros convidados vindos de vários países que aqui participarão de diferentes eventos: O Mercado Internacional de Filme e Vídeo; o simpósio internacional "O Cinema na Defesa do Meio Ambiente"; um encontro de ex-alunos brasileiros da Escola Internacional de Cinema e Televisão em Cuba; o Fórum Latino-Americano de Cinema e Vídeo e uma homenagem especial a cinematografia do Chile.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br